VCashMT, MicroTerminais e Tablets

Topo  Anterior  Próximo

1. O que é o VCashMT e para que ele serve ?

 

R. VCashMT é um aplicativo que controla o funcionamento dos MicroTerminais ( MT ) e Tablets. Portanto, ele precisa estar rodando para que os MicroTerminais e Tablets se comuniquem com o Cash. Ele roda minimizado, na bandeja do Windows. Você pode dar um duplo clique ou clicar com o botão direito em seu ícone para que ele maximize e você veja suas atividades. É possível controlar ao mesmo tempo até 32 dispositivos, sejam MTs ou Tablets. Ao executar o VCashMT, ele vai buscar os MTs que estejam configurados na rede. Os que forem encontrados ficarão com a cor verde. Se um MT for desligado, ele ficará como inativo. No caso dos tablets, ficará sempre ativo, independente do tablet estar no ar ou não.

 

2. Quais são os Microterminais aceitos pelo sistema ?

 

R. MicroTerminais da linha Gradual, de 16 ou 44 Teclas, conexão RS485 ou Ethernet.

 

3. Quais são os Tablets aceitos pelo sistema ?

 

R. Tablets Android, versão versão 3.0 ou maior.

 

4. Como configurar um Terminal MT ?

 

R. Ferramentas, Configura Terminais. Novo Terminal, e escolher o Tipo do Terminal como MT. As peguntas abaixo se referem à Configuração de Terminais, na aba MT.

 

5. Configuração de Terminal, aba MT.

 

O que é o campo Permite Alterar Preços no Ato da Venda ?

 

R. Se Ativo, permite que o preço do produto seja alterado no MT. Sem função no Tablet.

 

6. E o campo Self Service, Entra para Digitar Produtos após o Peso ?

 

R. Se um MT estiver configurado como Self-Service, após pesar o prato, ele entra em loop pedindo código de produto e quantidade, até o operador pressionar Del no MT. Isso é útil em lojas onde, alem do Self-Service, você tem outros produtos que você se serve, como sucos e bebidas ou sobremesas. Sem função no Tablet.

 

7. E Pega Código de Cliente antes da Comanda ?

 

R. Se MT funcionando em Loja, permite pegar o código do Cliente antes da comanda e dos produtos. Sem função no Tablet.

 

8. E Entra Operador Junto com a Comanda ?

 

R. Se Ativo, o operador deve digitar o número da comanda e o seu código na sequência. Isso é porque o MT fica instalado em alguns pontos da loja e, a cada momento é um operador que está comandando os produtos. No caso do Tablet, o operador deve logar-se no início e o código do atendente fica armazenado.

 

9. E Pede Senha Após Digitar o Operador ?

 

R. Se Ativo, após digitar o seu código, o operador deve digitar também a sua senha. Sem função no Tablet.

 

10. E Habilita Entrar Condições de Pagamento ?

 

R. Para MTs instalados em Lojas. Se Ativo, ao finalizar a entrada dos produtos, permite definir um código de condição de pagamento. Sem função no Tablet.

 

11. E os campos em Comutadora Paralela e Terminal Ethernet ?

 

R. A quantidade total de MTs na rede será a soma entre os MTs definidos na Comutadora Paralela e Ethernet. Tablets são encarados como Ethernet.  A única configuração que tem a ver com tablet aqui é a quantidade de tablets instalados. Para cada tablet, aumente 1 no campo Qtde de MTs na Rede, na seção Ethernet. O restante dos campos só tem a ver com MTs.

Time Out para Display do Microterminal; Padrão 512. Esse número identifica o tempo de resposta do Microterminal e tem a ver com o Hardware. Se você programar um tempo muito curto, as mensagens no display podem se embaralhar. Se definir um tempo muito alto, o sistema perde performance. Na prática deixe 512, se as mensagens no display do MT começarem a ambaralhar, aumente esse número de 256 em 256 até estabilizar.

Endereço Porta LPT: Se os MTs estiverem conectados a uma Comutadora Paralela, defina a porta paralela onde ela está conectada. Defina o endereço da Porta LPT, em Hexadecimal.

Porta Padrão: Porta TCP-IP de Comunicação. Mantenha 1001.

 

12. E o campo Comportamento ao Incluir Item na Fatura ?

 

R. Define se o MT vai acumular quantidades ou vai passar uma linha para cada produto. Sem uso no Tablet.

 

13. E o campo Imprime Cupom de Venda ?

 

R. Define se será Impresso o Cupom de Venda depois de serem lançados os produtos. Sem efeito no Tablet.

 

14. E o campo Ativa Emulador e Terminal 16 ou 44 Teclas ?

 

R. Opção para uso no Laboratório da ESSystem. Se Ativo, o VCashMT vai abrir uma janela simulando que é um MT, de forma que você não precisa ter , fisicamente, um MT instalado para testar o sistema. A opção 16/44 define se vai emular um terminal com 16 ou 44 Teclas. O comportamento é o mesmo , só muda que podem ser digitados letras e números e o display de 44 teclas tem 2 linhas por 40 caracteres enquanto o de 16 tem 2 linhas por 16 caracteres.

 

15. E a Grid com as opções Incluir e Excluir MT ?

 

R. Aqui você vai configurar cada um dos MTs/Tablets da rede, para definir o comportamenteo deles e o que está conectado a eles.

 

ID: Identificador de cada MT ou Tablet da rede. Cada máquina deve estar configurada com um ID diferente. Vai de 1 a 32. Nas máquinas o ID deve ser configurado com o valor do ID menos 1, ou seja, o ID zero no MT é o ID 1 no sistema.

 

Tipo: Define o tipo de máquina conectado  01 MT Gradual com 44 Teclas, 02 MT Gradual com 16 Teclas, 03 Shellby Gradual, 04 Tablet

 

Paralela: Define se tem algum dispositivo conectado na porta paralela do MT. Somente o MT 44 teclas tem porta paralela. 00 Nada Conectado, 01 Impressora

 

Serial: Define se tem algum dispositivo conectado na porta serial do MT. MTs de 16 e 44 Teclas tem Saída Serial.  00 Nenhum Dispositivo, 10 Impressora Serial, 11 Leitor de Cód. de Barras, 12 Balança Filizola, 22 Balança KLD, 32 Balança Balmak Fixa, 33 Balança Balmak ELC.

 

Impressora Padrão: em impressões, define se a impressora que o MT vai imprimir está conectada em outro MT na rede. Se for o caso, nesse campo vai o ID do MT em que a impressora está conectada.

 

Produto Padrão: Se o MT vai trabalhar como Self-Service, cadastre aqui o produto que é faturado. Ex. 00023 REFEICAO KILO

 

Modelo de Impressora: Modelo da Impressora Configurada no Cash que será usada para impressão de cupons e OP.  Esse campo existe para o Cash saber os comandos que deve mandar para impressora como, p.ex., comando de negrito, expansão, compressão, etc...

 

Blocagem: Quantidade de caracteres que manda a cada vez para a impressora. Normalmente você vai deixar em 24 mesmo. Se aumentar muito esse número, sistema vai perder performance. Se diminuir, impressão será lenta.

 

Endereço IP: No caso de MT Ethernet, é o IP que o MT está configurado internamente.

 

16. Como é a conexão do MicroTerminal RS485 ?

 

R. No caso de MTs RS485 deve ser usada uma Comutadora da Gradual. A Comutadora é um produto que de um lado é conectada na porta paralela do micro e do outro existe uma conexão tipo RJ11 (mesma de um telefone) , a qual é conectada na caixa de conexão da gradual e a partir daí, extende-se a rede. No caso da rede RS485 usamos um cabo com um par trançado e blindado. Imagine como se fosse uma ligação elétrica com várias lâmpadas conectadas. O cabo não pode ser ramificado, ou seja, o cabo sai da comutadora, vai até o primeiro MT, depois vai para o segundo, e assim sucessivamente, em sequência.

 

http://www.gradual.com.br/comutparalela.html

 

17. Como é a conexão do MT Ethernet?

 

R. Cada MT é conectado ao switch ou roteador da loja através de um cabo de rede comum.

 

18. Como é a conexão do Tablet?

 

R. Conexão de rede wireless, através de um roteador comum.

 

19. Como e o que deve ser configurado no MT RS485?

 

R. Para entrar na configuração do MT, você deve ligá-lo o MT com a tecla ponto ( . ) pressionada. No display do MT vão aparecendo sequencialmente as opões de configuração. Você configura o ID (lembrando que aqui o ID é menos um do que você configurou no Cash), se vai usar a porta serial (e velocidade, no. de bits, paridade, stop bits), se vai usar a paralela. Para ir avançando na configuração você pressiona ENTER. Para trocar os valores você pressiona ponto ou vírgula.

 

20. Como e o que deve ser configurado no MT Ethernet?

 

R. Ao ligar o MT, durante um ou 2 segundos aparece a mensagem no display para pressionar DEL para entrar na configuração. A senha padrão é 123456. As configurações vão aparecendo sequencialmente no display, como no RS485. As principais configurações aqui são o IP do MT (que ele chama de IP Local), a porta, que usamos o padrão 1001, o IP Remoto, ou seja, o IP da micro que está rodando o VCashMT (ou seja, você já nota aqui que o micro que roda o VCashMT obrigatoriamente deve estar com IP Fixo), máscara de rede e gateway. Ou seja, é uma configuração comum de rede, como fazemos no micro para configurar IP Fixo. O que tem a mais aqui é a porta, que é fixa em 1001 e as configurações da saída serial do MT, sendo que a saída serial você só deve se preocupar se houver algum dispositivo conectado nela, tipo uma Balança.

 

21.Como e o que deve ser configurado no Tablet?

 

R. Para configurar o tablet, faça login nele com o usuário 999999 e a senha 20+dia e 11+mês. Deve ser configurado o ID (lembrando que o ID é menos um do número de ID configurado no Cash), e a pasta de troca de dados com o Cash. Ex. \\servidor\c\cash\palm\cmd.

 

22. Os MTs Ethernet são IP Fixos ?

 

R. Sim. O VCashMT precisa saber o IP de cada MT para poder comunicar-se com ele.

 

23. O micro que roda o VCashMT deve ser IPFixo?

 

R. Sim, porque é pelo IP que o MT se comunica com o micro.

 

24. Qual a fonte utilizada nos MTs RS485 e Ethernet?

 

R. No MT RS485 é uma fonte estabilizada de 9 VDC e no Ethernet é uma fonte chaveada de 7.5 VDC. A do RS485 pode ser comprada em qualquer lugar. A do Ethernet sempre compramos da própria Gradual.

 

25. Quando um MT RS485 não conecta, quais os possíveis problemas?

 

R. Deve-se observar se é apenas um MT que está sem comunicação ou se todos os MTs da rede estão fora.

Comutadora. Verificar se a comutadora está conectada na paralela do micro e se a fonte de alimentação dela está ok. Ela tem um led vermelho que, se a fonte estiver fora, o led fica vermelho bem fraco e se a fonte está ok o led acende forte. Se for problema de comutadora, nenhum dos MTs da rede estará conectando.

As vezes a comutadora trava também, pára de funcionar. Nesse caso, tirando-se a fonte da energia, aguardando alguns segundos e ligando novamente, tudo volta a funcionar.

Cabos. A rede RS485, como já dito é um cabo par trançado que vai conectando os MTs um a um. Se o cabo se romper em algum lugar, dali pra frente a rede pára.

Em cada MT existe uma pequena caixa de conexão onde são ligados os fios da rede e a alimentação. Deve-se analisar essa caixinha se tudo está conectado ali.

Fonte. Deve-se analisar se a fonte está na tomada e fixa na caixinha de conexão. È o mais fácil porque se a fonte não estiver ok, o display do MT estará apagado.

Problema eletrônico. Nas redes RS485 não é incomum o CI que faz a comunicação queimar. É fácil de ser trocado. Basta abrir o MT ou a Comutador e trocar o CI Adm485. É comum também os usuários derrubarem líquido no MT. Como são lanchonetes e restaurantes, acontece de derrubarem cerveja, refrigerante e mesmo água nos MTs.

 

26. Quando um MT Ethernet não conecta, quais os possíveis problemas ?

 

R. Deve se obervar :

É uma conexão de rede comum. Então os problemas são os mesmos de um micro em rede. Cabo desconectado ou com mal contato, tanto do lado do MT quanto do lado do Switch. Cabo partido.

Configuração. No MT é configurado o IP dele e o IP do micro que roda o VCashMT. No VCashMT o ID é associado ao IP do MT. Deve-se conferir esses IPs e Portas se estão OK. Já aconteceu, por exemplo de mexerem no IP, deixarem IP dinâmico, e então o IP deixou de ser aquele que está amarrado entre os dois.

 

27. Como configurar Self-Service ?

 

R. Na grid de configuração dos MTs, definir um produto cadastrado no campo Produto Padrão. Automaticamente o sistema vai entender que esse MT é de Self-Service. Além disso, em Self-Service sempre tem uma balança conectada ao MT. Na grid, campo Serial, deve-se configurar essa balança.

 

28. Como configurar Self-Service com Múltipla Tabela de Preços de Forma que o operador possa seleciona uma ou outra tabela ?

 

R. Se você cadastrar uma MTab e, no produto que você definiu como self-service, você cadastrar um preço nela, automaticamente o sistema vai detectar isso e, após pesar o produto, ele vai perguntar o cód. da tabela que você vai usar. Zero ou ENTER usa a tabela padrão e o código que você cadastrou a MTab vai usar o preço da MTab. Isso existe porque certos restaurantes tem preço especial, por exemplo, para cliente ou empresas conveniadas. Você pode cadastrar várias MTabs se for o caso. Ex. Self-Service Padrão R$ 30,00 / Kg. Para empresas conveniadas MTab 01, R$ 25,00 / Kg. Para amigos do peito, MTab 02, R$ 20,00 / Kg. Para inimigos, MTab 03, R$ 100,00 / Kg.

 

29. Porque na tela de entrada do MT/Tablet, ele pede operador e senha e não critica nenhuma permissão de acesso, qualquer usuário cadastrado pode entrar no menu ?

 

R. Cada MT fica instalado em algum ponto da loja. Sempre existem clientes e, principalmente, crianças circulando. Então, após comandar, os operadores voltam para a tela de login, de forma que se uma criança, p.ex., resolver mexer, ela não vai conseguir entrar no sistema. Imagine o estrago que alguém pode fazer marcando produtos não consumidos na conta dos outros. No caso do tablet é mais difícil porque os operadores ficam com ele na mão, ele não é deixado sozinho no canto.

 

30. Como associar Características nos produtos no ato da venda no MT ?

 

R. Operador digita o código do produto. O MT exibe o nome do produto. Com o nome no display, pressionar a tecla BackSpace no MT. Ele permitirá que você associe até 3 características por produto.

 

31. Como associar Características no Tablet ?

 

R. Depois de Definir o Código do Produto, pressione a tecla padrão de “Menu” do Tablet (todo tablet tem uma tecla padrão que aciona o menu), e clique em Característica.

 

32. Como bater ponto pelo MT ?

 

R. No menu principal do MT, digitar 9.

 

33. Como mudar a senha do operador pelo MT  ?

 

R. No menu principal digitar 8.

 

34. Como alterar um pedido pelo MT ?

 

R. No menu principal tem a opção de Alterar Pedido. O operador, para alterar, tem que ter a Permissão de Acesso 0114 – Microterminais, Alteração de Pedido. Para alteração o MT vai apresentando no display produto a produto. Você pode alterar a quantidade ou digitar zero na quantidade para eliminar o item do pedido.

 

35. Como alterar um pedido pelo Tablet ?

 

R. Digite o número da comanda e clique em Consulta/Altera. Operador deve ter a permissão de alteração de pedidos, como no MT.

 

36. Como fechar conta pelo Tablet ? Qualquer um pode fechar a Conta ?

 

R. Defina o número da comanda e clique em Fechar Conta. O operador deve ter a permissão de acesso 0272 – MTs, Fechamento de Conta.

 

37. Se uma conta está fechada, os MTs/Tablet podem incluir produtos nela ?

 

R. Não, porque ao Fechar a Conta é impresso o resumo dela e enviado para a mesa para recebimento. Ou seja, a comanda está congelada. Somente o Caixa pode incluir produtos em uma comanda fechada e, com isso, ele automaticamente a reabre.

 

38. Como configuro uma ou mais impressoras de Cozinha/Bebidas, para impressão das Ordens de Produção dos produtos vendidos ?

 

R. Na Seção dos Produtos. Imagine que cadastremos a seção Bebidas e queremos que cada vez que comandem Cerveja ou Suco seja impressa uma OP no Bar. No cadastro de Seções os campos que devemos configurar são:

 

MTs/Tábua CMD NetName da Impressora: Se for uma impressora compartilhada na rede, colocar a máquina e nome compartilhado aqui. Ex. \\caixa\imprbar

 

Cód da Impressora no Cash: Definir aqui o código da impressora que estiver cadastrado no Cash. Ex. 007.  Esse campo é usado para o sistema saber qual o modelo da impressora e quais são os comandos p.ex. de comprimido, negrito, etc...

 

Tábua de CMD/OPs, Avanço de Linhas: Configurar quantas linhas avançar depois de imprimir a OP. Em impressoras térmicas, normalmente é 3 ou 4.

 

Usar NetName para MTs/CMDs/Ambos: Você vai usar esse netname que você configurou para imprimir OPs quando comandar no MicroTerminal, na Tábua de Comandas ou em Ambos os casos ?

 

MT Gradual, Imprime no MT: Se a impressora não é conectada ao micro mas sim a um microterminal, defina aqui o ID do microterminal que a impressora está fisicamente conectada. Ex. você tem uma impressora serial conectada no MT ID 2. As OPs serão impresas nela. Então defina 2 aqui.

 

Atualmente não usamos mais conectar impressoras na saída serial do MT. Já tivemos problemas demais com ruído elétrico interferindo no sistema e causando transtorno.

Temos padronizado atualmente conectar impressoras Ethernet na rede, compartilhá-las e usá-las para impressão de cupons e OPs.

 

39. Como configurar o MT para Kits de Produtos como, p.ex. Pizza ½  Muzzarela e ½ Calabreza ?

 

R. Em Configurações Globais, Restaurantes, campo Preço pelo Maior da Seção, configurar “Escolher”. Suponha que você tenha 30 tipos de Pizza cadastradas. Associe em todas elas um código de grade. O código de grade pode ser o código de qualquer uma das 30 Pizzas.  A partir desse momento o sistema saberá que quando você comandar uma Pizza, você poderá querer selecionar até 4 tipos.  Então, no display, ele não pedirá a quantidade mas sim “P 2:”, e você escolhe o outro tipo, “P 3:” e você escolhe e “P 4:” e você escolhe. Del em qualquer ponto finaliza entrada. Se você escolheu p.ex. Pizza Muzzarela e mais nada, no pedido sairá Muzzarela e quantidade 1. Se você escolheu Muzzarela e Calabreza, no pedido sairão as 2 com quantidade 0,500 para cada. Se você escolher Muzzarela, Calabreza e Pimentão, no pedido sairão as 3 e quantidade 0,333 para cada uma. E com 4 tipos a mesma coisa, com quantidade 0,250 cada uma.

O mesmo é válido para a Tábua de Comandas e para as Vendas. Nelas, como é uma tela do micro, abre-se uma tabela com todos os tipos e você marca os tipos que você quer.

 

40. Como configurar Composição de Produtos no MT ?

 

R. Configurar no sistema um Produto Composto do tipo ‘3’. Quando você vende no MT um produto composto desse tipo, automaticamente ele vai entrar em loop, pedindo os produtos que você vai associar até você pressionar o DEL no código do produto que finaliza a entrada. Situação: Produto 00100 LANCHE XQQERCOISA cadastrado como composto tipo ‘3’. Você vende esse produto e na sequencia acrescenta os produtos 00250 OVO e 00256 BACON. Na OP é impresso o lanche e abaixo dele os produtos que você acrescentou. Se o preço do produto LANCHE no sistema estiver zerado, o preço do produto vendido será a composição dos itens que estão associados a ele. Se o preço de venda for maior que zero, será acatado o preço cadastrado. Isso serve para 2 situações, uma em que você queira que os componentes determinem o preço final do produto e outra em que os componentes não importam, o preço final é o que você determinou.

No MT, quando você vai digitar o código do produto, ele mostra “P:” no display. Quando você está associando produtos no composto ele mostra “K:” que é para você saber que não está comandando produtos mas sim itens da composição. Na Tábua de Comandas e nas Vendas é a mesma coisa, mas como nelas é a tela do micro, é mais fácil porque abre uma tabela e você escolhe os itens a compor.

 

41. Como configurar um MT que tenha uma Balança configurada, em Pedido comum, para pegar o peso do produto nela ?

 

R. Se você configurou uma Balança na saída serial do MT, e está trabalhando com pedido comum (não self-service), basta dar ENTER quando pedir a quantidade do produto no display. O MT vai mandar o comando ENQ para a balança. O comando ENQ é um padrão em balanças que, quando ela recebe esse comando, automaticamente ele transmite o peso que está nela.

 

42. Se tiver configurado no Cash a Taxa de Serviços, ao vender pelo MT/Tablet essa taxa será inclusa ?

 

R. Sim, automaticamente. Como a Taxa de Serviços, legalmente falando, é opcional, tem clientes que podem não querer pagá-la. No faturamento, você pode tirar a Taxa com o Control F5.